Crianças terceirizadas: significado e consequências

Está se tornando cada vez mais comum escutar o termo “crianças terceirizadas”, nesse post esclareceremos o que é e suas consequências.

Crianças terceirizadas.

Significado de crianças terceirizadas

Esse termo se refere as crianças que não tem muito contato com seus pais, por ser cuidadas por terceiros, muitas vezes o casal por motivos de trabalho deixam seus filhos ao cuidado de outras pessoas, o que tem várias consequências para o desenvolvimento da criança.

Principalmente hoje em dia é muito comum acontecer essa situação, pois as mulheres estão se colocando cada vez mais no mercado de trabalho, diferentemente do que acontecia antigamente que o marido sustentava a casa e a esposa cuidava das crianças.

Consequências

1. Baixa autoestima: a ausência constante dos pais pode gerar baixa autoestima nos filhos, pois a função dos primeiros é gerar confiança, conforto e segurança. É muito importante que se mostrem presentes na vida da criança, seja por meio de eventos escolares, ou até mesmo passar um tempo brincando ou até mesmo com outra atividade. A criança precisa se sentir amada e importante na vida de seus pais.

2. Problemas comportamentais: elas podem se tornar agressivas, ou desenvolver atitudes que servem de barreira para proteger suas questões de medo e abandono. O filho pode desenvolver uma característica arrogante e negligente, para esconder que ela quer a presença dos pais em sua vida.

3. Quebra de vínculos afetivos: principalmente no primeiro ano de vida, a criança desenvolve um vínculo maior com quem está cuidando dela e o vínculo com os pais podem ser prejudicados. Não é errado um pai ou uma mãe precisar trabalhar, mas sempre que possível devem dar o maior carinho e atenção ao filho.

4. Sentimento de falta de afeto: 

Muitos pais podem até estar perto fisicamente dos seus filhos, mas emocionalmente estes não tem o carinho e atenção que precisam. Muitas vezes os adultos chegam estressados do trabalho, brigam com os filhos e não tem paciência para brincar com os mesmos. É essencial para o desenvolvimento da criança que ela se sinta amada.

Criança terceirizada.

5. Educação incompleta: quando a criança é criada por outras pessoas é comum acontecer de receber uma educação diferente do que os pais estão acostumados. Depois não adianta cobrar da escola, psicologa ou babá, se a educação que o filho recebeu não foi a exemplar.

6. Problemas com autoridades: é comum acontecer de crianças, cujos pais são ausentes, terem dificuldades em aceitar figuras de autoridade, obedecer ordens e não conseguirem o que querem, até porque grande parte de suas vidas ficaram sozinhas.

7. Falta de limites: muitas vezes pais ausentes, querem compensar sua ausência deixando os filhos fazerem o que querem, ou também porque chegam tarde e não tem paciência para impor regras para as crianças, assim a educação fica pendente.

8. A desvalorização do outro: é observado que muitos casos de delinquência juvenil, as crianças tiveram seus pais ausentes ou viveram abandono, então elas não aprenderam a valorizar e respeitar outra pessoa.

9. Pais invertem prioridades: muitas vezes os pais querem ter filhos apenas para os momentos bons de prazer, colocando suas prioridades em primeiro lugar, ignorando o fato de que precisam estar sempre presentes e educar de verdade as crianças.

Assista agora a entrevista com o pediatra José Martins Filho sobre crianças terceirizadas:


Fonte: “A Criança Terceirizada” de José Martins Filho.

Seja o(a) primeiro(a) a postar um comentário!

Faça um comentário

 

Translate »