Endometriose: entenda as causas, os tratamentos e sintomas

Muitas mulheres podem até desconhecer o nome da doença, mas a endometriose tem afetado muitas brasileiras, e quase todas têm o desejo de ter filhos.

Endometriose.

A endometriose é uma doença que pode comprometer a fertilidade, caracterizada pela presença do endométrio (tecido que reveste o interior do útero) fora da cavidade uterina, que ficam em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

Atualmente, a doença afeta cerca de seis milhões de brasileiras, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva, podendo desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis, de acordo com a Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva.

No mundo, a endometriose afeta aproximadamente 180 milhões de mulheres, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, sendo 7 milhões de brasileiras. Os fatores imunológicos, genéticos e hormonais estão associados ao surgimento da doença.

Causa  da endometriose.

Sintomas

Os sintomas que podem levar o ginecologista a suspeitar sobre a enfermidade são as dores pélvicas (desconfortos na hora H durante as relações do casal), menstruações dolorosas, fluxo intenso e alterações no hábito intestinal e urinário.

Causas e tratamentos

A causa da doença ainda é desconhecida, apesar de ainda não ter uma cura definitiva, a endometriose pode ser controlada por meio de tratamentos, medicamentos, cirurgia ou histerectomia.

Há também muitos estudos científicos relacionando a falta de vitamina D (luz solar) com a infertilidade, portanto não desanime!

Para as mulheres que tentam engravidar a mais de um ano e não conseguem, os ginecologistas alertam a procura por um tratamento especializado, uma vez que uma das principais causas da doença é a infertilidade.

O medicamento mais indicado para o tratamento é o Allurene, que diminui as lesões endometrióticas, ele é a base de um hormônio sintético e não é um anticoncepcional como muitas pensam. Mas lembre-se: não tome nenhum medicamento sem o conhecimento do seu médico.

Uma das cirurgias mais recomendadas é a videolaparoscopia, caso a paciente já tenha tomado Allurene e este não tiver produzido efeitos desejados. Esta cirurgia consiste em cauterizar os focos da endomentriose, que são os cistos que aparecem nos ovários. Há controvérsias sobre a cirurgia, há especialistas que defendem e outros são contras.

Outra solução é o uso de anticoncepcional ininterruptamente, pois a doença é “alimentada” pela menstruação.

Outra hipótese é a histerectomia, que é a retirada do útero para aquelas que não querem ter mais filhos.

5 dúvidas mais comuns sobre a endometriose

As perguntas relacionadas à doença são diversas e devem ser esclarecidas com seu ginecologista. Veja algumas dúvidas mais comuns sobre a doença:

  1. Todas as mulheres que têm endometriose são inférteis?

Não. A doença faz com que o número de óvulos seja menor e menos eficiente. Mas não inviabiliza, porém diminui a chance de gestação.

  1. Por que dizem que a endometriose é a doença da mulher moderna?

Atualmente a mulher ter retardado mais a maternidade e tem menos filhos do que antigamente. Fazendo com que menstrue por mais tempo ocasionando o problema.

E além dos fatores genéticos, a doença é também agravada pelo estresse e ansiedade, características relacionadas à rotina das mulheres dos dias de hoje.

Também há a hipótese da falta de luz solar agravar problemas de infertilidade.

  1. Endometriose é uma doença nova?

Não. Os primeiros estudos sobre a enfermidade datam de 1860, embora com outro nome. Mas só em 1927 começou-se a falar que a menstruação retrógrada seria uma das causas.

  1. Por que é tão longo o tempo entre o aparecimento dos sintomas até o diagnóstico?

Porque a mulher demora a procurar o médico e o diagnóstico demora a ser feito. Clinicamente, na maioria dos casos, 44% das mulheres levam cerca de cinco anos reclamando sobre dores e desconfortos até chegar ao diagnóstico definitivo da doença.

O diagnóstico pode ser feito por um ultrassom transvaginal.

  1. A endometriose causa câncer?

Ainda não é possível garantir, mas os médicos estudam a associação da endometriose com outras doenças, como cistite e câncer.

Para todo o tipo de desconforto procure um ginecologista de sua confiança imediatamente, impedindo o agravamento do problema.

Veja o vídeo com mais explicações sobre o assunto: 

Por Maristela Silva – São Paulo/SP

Seja o(a) primeiro(a) a postar um comentário!

Faça um comentário

 

Translate »