Outubro Rosa – conheça a história e detalhes do movimento

Outubro chegou, e com ele chega também uma das principais campanhas de prevenção contra o câncer de mama no Brasil e no mundo.

Outubro Rosa

Uma breve história do Outubro Rosa…

O movimento, que surgiu nos Estados Unidos e tem o laço rosa como principal símbolo ganhou visibilidade nos últimos anos, tanto na sociedade em geral, como em empresas e até mesmo em locais públicos, como por exemplo, monumentos que ganham iluminação cor de rosa durante o mês para divulgar a campanha.

No Brasil, a primeira manifestação em apoio ao Outubro Rosa, se deu no ano de 2002, quando um grupo de mulheres iluminou com a cor tema o monumento “Mausoléu do Soldado Constitucionalista”, mais conhecido como Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo. As manifestações continuaram pelos anos que se seguiram, e juntamente com a iluminação cor de rosa e a adoção do laço símbolo, vieram os mutirões de mamografias e palestras médicas para alertar a população sobre o assunto. Até mesmo o Cristo Redentor – Um dos maiores símbolos do Brasil – recebeu a iluminação especial, impossibilitando que restasse qualquer dúvida sobre a adesão do país à campanha.

Mas afinal… quais são as ideias principais da campanha?

Se pudermos citar uma única palavra para descrever o objetivo do Outubro Rosa, certamente seria ela: PREVENÇÃO.

Conscientizar a população da importância dos testes de toque – que devem ser feito cotidianamente – e da mamografia, é um dos principais ideais da campanha. Esses exames são responsáveis por salvar milhares de vidas, afinal, o câncer de mama quando detectado precocemente tem grandes chances de ser completamente curado.

Muitas mulheres se surpreendem ao descobrir que a simples observação dos seios pode denunciar a presença de nódulos, ou outras mudanças incomuns que podem representar a presença do câncer de mama. Além disso, é importante ter em mente que nunca é cedo demais para começar a ter atenção, mas a partir dos 50 anos é essencial que seja realizada a mamografia de dois em dois anos. Em caso de histórico de câncer de mama na família, a mamografia e rastreamento devem começar ainda mais cedo.

Sinais e sintomas:

Autoexame

Prós e contras do rastreamento:

  • O principal benefício do rastreamento de pacientes em potencial é a chance de descobrir o câncer precocemente, diminuindo muita o risco de morte e a agressividade do tratamento.
  • Pelo lado negativo, o rastreamento expõe o paciente à diversos exames de raio x (que podem aumentar em graus baixos o risco de apresentar a doença), além de não ser totalmente preciso, podendo apresentar resultados errôneos ou, ainda, levar à cirurgias e tratamentos que não seriam de fato necessários.

É importante lembrar que o Sistema Único de Saúde (SUS), oferece gratuitamente o exame de mamografia diagnóstica, em qualquer idade, desde que apresente indicação médica.

E MAIS! Os homens também podem ser vítimas do câncer de mama, apesar de isso ser pouco divulgado e acontecer apenas em casos raros. A prevenção vale para todos e deve ser praticada sem qualquer tipo de preconceito.

Dicas de prevenção:

Larissa Santos

 

Seja o(a) primeiro(a) a postar um comentário!

Faça um comentário

 

Translate »