Desafios conjugais: conheça os maiores motivos de atritos entre casais

Atualmente as taxas de divórcio não são baixas e o tempo de permanência no casamento é muito menor do que em outras épocas. No entanto, antes de partir para uma decisão tão definitiva e dura na sua vida e do seu cônjuge, vale a pena observar as maiores causas de atritos entre casais e identificar se vocês não caíram em uma dessas armadilhas modernas dos desafios conjugais.

Desafios conjugais.

Principais desafios conjugais

  1. Pouco tempo dedicado ao casal:

Não são raras às vezes em que um casal moderno pode se ver passando uma semana inteira cheia de atividades, sem que nenhuma delas seja dedicada propriamente ao casal.

Seja um projeto de trabalho, uma reunião da escola do filho na qual só um dos pais irá comparecer ou até mesmo o tempo dedicado à organização da casa: tudo acaba passando na frente do casamento e do tempo do casal. Tirar um dia na semana, ou talvez apenas algumas horas para um jantar a dois, na qual possam se dedicar exclusivamente um ao outro, pode fazer toda a diferença.

  1. Falta de assunto:

Você certamente já leu que para muitos casais falta diálogo, o que é a mais pura verdade. No entanto muitas vezes o que falta não é a vontade de conversar, mas sim o assunto.

Você já não tem mais nada de interessante a dizer sobre você mesma a seu cônjuge, então quando o diálogo acontece, parece ser vazio e não fortalece em nada o relacionamento. Para este problema, especialistas afirmam que é importante alimentar a individualidade, estar atenta a você mesma, informada sobre assuntos que lhe interessem e fazendo coisas por si só, além de ser satisfatório gera assunto e interesse sobre a pessoa com quem está casada.

  1. Mau uso das redes sociais:

As redes sociais de ambos podem ser fonte de contato com a família e amigos agradáveis, mas quando passa a se tornar um lugar ao qual você não quereria que seu cônjuge tivesse acesso é sinal de problema.

Você sabe que curtir fotos de pessoas nas quais poderia se interessar ou “dar corda” para aquele colega de trabalho que parece gostar mais do que devia de você não é legal. “Se fosse o contrário, eu me importaria?”: Essa simples pergunta vai te dizer tudo o que precisa saber sobre quais são os limites do casal quando o assunto são as redes sociais.

Vale ainda dialogar sobre isso, estabelecer momentos nos quais não gostaria que a vida virtual interferisse, como nas horas das refeições e de dormir, por exemplo.

  1. Paradigmas ultrapassados:

Apesar de a modernidade trazer muitas desconstruções, muitos casais ainda tem problemas antigos. Homens que esperam que sua esposa seja uma ótima dona de casa e um profissional pouco importante, mulheres que querem maridos poderosos profissionalmente e não os apoiam quando não é assim e até mesmo má divisão de trabalhos domésticos.

É preciso que os casais comecem a aplicar mudanças positivas no seu dia a dia: se um trabalha até mais tarde, o outro pode muito bem organizar a casa. Se um está crescendo na profissão é esperado que o outro o apoiasse. Tudo isso independentemente do sexo do cônjuge.

  1. Caminhos em direções opostas:

Provavelmente o mais difícil de admitir: vocês não esperam as mesmas coisas da vida, não têm os mesmos objetivos e não estão nessa relação com a mesma intensidade. É preciso refletir: “o que eu espero desse casamento?”, “o que eu espero do meu futuro?”, “quais são os meus projetos?”. Às vezes o casamento vai mal porque você espera do outro os mesmos objetivos que você tem.

Um pouco mais de diálogo sobre que caminhos querem tomar pode ser um divisor de águas. Se você se sente capaz de apoiar quem você ama no caminho que ele ou ela pretende tomar e sente o apoio de volta, não vai se importar que estejam com projetos diferentes. Agora, se o que vocês esperam da vida sejam completos opostos e, o projeto de um anule o do outro, talvez fosse melhor refletir o que é prioridade.

Larissa Santos.

Seja o(a) primeiro(a) a postar um comentário!

Faça um comentário

 

Translate »